Governo de Minas e Natura Musical apresentam:

Vinil é Arte LP REMIX

vinil_e_arte_baixe_o_lp.jpg
Clique para fazer o download do álbum


LADO A

1 - “Congado” - DJ Tuta e Rafa 
Nossa Sra do Rosário e Escrava Anastácia - Tiradentes
2 - “Frevo Maracatu” - DJ Niggas
Quinteto São do Mato - Juiz de Fora
3 - “Não dê bobeira” - DJ Pedro Paiva e Silva Soul
Silva Soul - Juiz de Fora
4 - “Dinamites” - Coyote Beatz e DJ Luiz Valente
Coletivo Dinamite - Belo Horizonte

LADO B

1 - “Descaso do destino - Episódio 1” - DJ Niggas e Pedro Paiva
Audio Crew - Juiz de Fora
2 - “Império de sal” - DJ Formiga
Dudu Costa e Daniel Lovisi - Juiz de Fora
3 - “Do Cairo ao Cariri” - DJ Niggas
Kadu Maud 
4 - “Rei da Tupanga africodélico”- DJ Marcello MBgroove e Machintal
Iconili - Belo Horizonte

Vinil_e_Arte_Copacabana_Palace.jpg 
O LP “Vinil é Arte remixes” é um recorte da música mineira independente, temperado pela experiência dos DJs que não se cansam em garimpar discos pelas ruas, lojas e praças do país. A produção coletiva apresenta novas versões para oito composições de artistas contemporâneos de Minas Gerais.

A gravação e quatro apresentações de lançamento, em Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo, são um projeto patrocinado pelo edital mineiro do programa Natura Musical. A edição é limitada a mil bolachões, e todas as músicas, remixadas, serão distribuídas livremente no formato mp3.

Os DJs do Vinil é Arte são Bruno Niggas e Caio Formiga (São Paulo); Marcello MBgroove e Tuta Discotecário (Rio), Pedro Paiva (Juiz de Fora) e Luiz Valente (Belo Horizonte). As produções contam com parceiros como Machintal, Coyote, Mestre Pê, Negralha, André Sampaio, Rafa e outros amigos que foram fundamentais para a realização do projeto. “A licença poética que um remix pode assumir, junto à vontade de divulgar a produção cultural de nossa música resultou no “Vinil é Arte remixes””, afirma o coletivo.




“Devido à qualidade e diversidade da cena atual na música independente de Minas Gerais, compor o álbum exigiu muita dedicação do coletivo, tanto na escolha do repertório, quanto na elaboração do conceito do disco. Assim, ao criar novas versões para músicas, foi preciso cuidado e atenção com a abordagem dos remixes. Fomos brindados para tanto, pela confiança dos artistas envolvidos, que entregaram suas músicas aos cuidados do coletivo. O resultado dessa soma é uma visão da cena cultural mineira em um disco produzido para circular nos lugares onde se valoriza a cultura do vinil e a boa música”, destaca o DJ Pedro Paiva.

O projeto foi selecionado para receber o patrocínio do Edital Natura Musical Minas Gerais em 2013. “O Natura Musical foi criado para valorizar a música brasileira em diferentes esferas de atuação, de nomes consagrados a apostas, prezando sempre pela preservação de nosso legado musical. Vimos no Vinil é Arte não só a oportunidade de apoiar um projeto que resgata a cultura do vinil como também contribui para a renovação do legado musical mineiro por meio da releitura de diversas tradições que compõem sua matriz musical“, diz Fernanda Paiva, gerente de apoios e patrocínios da Natura.

(((o)))

Agenda da Tour de Lançamento:
11.02 (qua) Juiz de Fora (Bar fábrica, às 22h)
12.02  (qui) Belo Horizonte (Baixo Centro Cultural, às 22h)
01.03 (dom) São Paulo (Centro Cultural Rio Verde, às 17h)  
05.03 (qui) Rio de Janeiro (Fundição Progresso, às 20h)